A criação em cativeiro de espécies cinegéticas (espécies destinadas à caça desportiva), tem tido um crescimento significativo em Portugal. Na maioria dos casos, especializadas nas aves (faisão, perdiz, codorniz, pato bravo, etc) e na produção de coelho bravo. Existem alguns casos de produção em cativeiro de espécies de caça grossa, tais como o javali e o veado.

Os apoios comunitários cobrem igualmente estas iniciativas. Correctamente projectadas, resultam em rendimentos muito interessantes para o produtor, pois os preços unitários de venda são altamente compensadores. É no entanto um tipo de produção controlado e fiscalizado pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, ou seja, a produção de espécies cinegéticas depende de parecer desta entidade.